Outgoing

Outgoing

As inscrições para o Programa Erasmus e outros Programas de Mobilidade da Escola Superior de Enfermagem do Porto devem ser feitas online e, antes de iniciar a candidatura, o estudante deve verificar a lista de acordos de mobilidade em vigor.

Se o estudante estiver interessado(a) em realizar um período de mobilidade no estrangeiro, terá de ter em consideração que existem algumas normas para poder realizar mobilidade. Entre outros, destacam-se os seguintes requisitos de elegibilidade para a candidatura a mobilidade:

  • O/A estudante deverá ter completado o primeiro ano letivo e se encontrar-se inscrito(a) no segundo ano (no caso da licenciatura);
  • Não ser devedor no que se refere ao pagamento de propinas.

Como se candidatar?

A inscrição deverá ser efetuada nos Serviços Académicos e de Apoio ao Estudante (SAAE) da ESEP, por ordem de entrada, durante o período previsto para esse efeito no edital de abertura de inscrições. Os estudantes que se pretendam candidatar devem preencher o documento de pré-candidatura aos programas de mobilidade e entrega-lo nos dias de atendimento do GAMII ou envia-lo por email para erasmus@esenf.pt

Os alunos que desejem participar no Programa de mobilidade de estudo deverão cumprir os seguintes requisitos:

  • Não beneficiar de qualquer apoio financeiro através de outro programa ou ação da União Europeia;
  • Não ultrapassar os limites de mobilidade determinados;
  • Possuir as competências linguísticas recomendadas pela instituição de acolhimento;
  • Estar matriculado no CLE ou num dos cursos de mestrado em funcionamento na ESEP;
  • Ter concluído um mínimo de 45 ECTS no 1º ciclo de estudos;

Quais os documentos necessários à candidatura?

No prazo de 10 dias úteis após a publicação dos resultados de seleção e seriação, os estudantes e os recém-graduados colocados nas vagas disponíveis deverão, sob pena de exclusão, completar a instrução da sua candidatura com os seguintes documentos:

  • Contrato de estudos ou estágio;
  • Documento “Transcript of records” (a emitir pelos serviços académicos e de apoio ao estudante da ESEP);
  • Carta de motivação;
  • CV atualizado, no modelo europeu;
  • Certificado de competências linguísticas ou outro;
  • Fotocópia do cartão de cidadão;
  • Fotocópia do cartão europeu de saúde;
  • Comprovativo do número de identificação bancária (NIB/IBAN);
  • Duas fotografias tipo passe;

No caso da mobilidade dos estudantes no programa VASCO DA GAMA:

  • Ficha da candidatura;
  • Formulário de contrato de estudos;
  • Fotocópia do cartão de identificação civil;
  • Fotocópia do cartão europeu de saúde;
  • Fotocópia do contrato de seguro de viagem, de responsabilidade civil/acidente de trabalho, quando exigível;
  • Comprovativo do número de identificação bancária (NIB/IBAN);
  • Duas fotografias tipo passe;

Lista de instituições de Ensino Superior parceiras da ESEP

A Escola Superior de Enfermagem do Porto dispõe de um vasto leque de instituições parceiras para receberem os seus estudantes.

A lista destas instituições pode ser encontrada aqui

Ferramenta de Apoio Linguístico Online

OLS (Online Linguistic Support)

A Online Linguistic Support (OLS) é um serviço de apoio linguístico disponibilizado pela Comissão Europeia e destina-se a apoiar a aprendizagem de línguas dos participantes nas atividades de mobilidade Erasmus+ no âmbito da Ação-Chave 1.

A OLS oferece aos participantes em atividades de mobilidade Erasmus+ de longa duração a oportunidade de avaliar as suas competências na língua que utilizarão nas suas mobilidades para estudar, trabalhar ou de voluntariado no estrangeiro. Adicionalmente, os participantes podem ainda beneficiar de um curso de língua online para melhorar as suas competências linguísticas.

Estão disponíveis na OLS 24 línguas: Alemão, Búlgaro, Checo, Croata, Dinamarquês, Eslovaco, Esloveno, Espanhol, Estoniano, Finlandês, Francês, Gaélico Irlandês, Grego, Holandês, Húngaro, Inglês, Italiano, Letão, Lituano, Maltês, Polaco, Português, Romeno e Sueco.

A Online Linguistic Support (OLS) é composta por:
Licenças para Avaliação – licenças para realização de testes de avaliação da competência linguística do participante. São obrigatoriamente realizados dois testes, um antes ou no início da mobilidade e outro no fim da mobilidade.
Licenças para Cursos – licenças para realização de curso de língua online no decorrer da mobilidade.

O teste inicial de avaliação da competência linguística, realizado antes do início da mobilidade, e o teste final de avaliação, realizado no fim da mobilidade, são obrigatórios para todos os participantes que realizem atividades de mobilidade onde a principal língua de estudo, trabalho ou voluntariado seja uma das línguas disponíveis na plataforma OLS.

A instituição de origem atribui a licença para o curso de língua tendo por base o nível de competência linguística demonstrada pelo participante no teste inicial de avaliação. Caso a competência demonstrada seja superior à classificação B1 (QECR) o participante pode optar por fazer o curso de língua na língua do país de acolhimento, caso a mesma esteja disponível.

A participação no curso de língua é opcional.

A utilização da OLS não tem quaisquer custos para os participantes ou para as instituições.

Consulte informações úteis sobre o curso aqui

Antes de partir para a Universidade de acolhimento

O estudante que fizer mobilidade no estrangeiro deve:

  • Ir à Segurança Social da área de residência e solicitar o formulário para o Cartão Europeu de Saúde. É obrigatório fazer upload de cópia deste cartão na candidatura à mobilidade outgoing;
  • Tratar de um seguro de saúde se for para um país que não pertença à União Europeia. No caso do Brasil, pode solicitar o Certificado de Assistência Médica no Brasil na Segurança Social da área de residência. É obrigatório fazer upload de cópia do documento aplicável na candidatura à mobilidade outgoing;
  • No caso de concorrer para um país que não pertença à União Europeia, após aceitação na universidade de destino, deve tratar do visto junto do consulado desse país em Portugal, se possível com três meses de antecedência.
  • Confirmar que está regularmente inscrito e tem as propinas pagas;
  • Tratar do alojamento no país de destino. Se a instituição de acolhimento não oferecer alojamento ou se não pretender ficar nesse tipo de alojamento;
  • Verificar no Banco qual o melhor método para as transferências bancárias;
  • Procurar na cidade de destino quais as facilidades dadas aos estudantes em termos de transportes, estudo, atividades culturais e recreativas.
  • Verificar os horários de atendimento dos serviços da universidade de destino